Descubra os melhores artigos acerca do lifestyle Zmar
HomeFood ExperienceO que a Terra dáErvas Aromáticas | O perfume do Alentejo!
 

Ervas Aromáticas | O perfume do Alentejo!

Com a aproximação da mudança de estação, as árvores começam a cobrir-se de flores, a Terra está mais verde e começamos a sentir o anunciar da Primavera. O resultado são novos frutos, legumes, aromas e cores à mesa. Com esta variedade foi difícil para o Chef Carlos Bernardo decidir o que este mês eleger como o produto que A Terra Dá. As ideias eram muitas… assim, encontrou uma solução para poder fazer de tudo um pouco: pratos quentes, sobremesas, sopas ou entradas…

Este mês de Março vai ser dedicado às ERVAS AROMÁTICAS!

De facto, nada poderia ser mais Alentejano e ao mesmo tempo tão português. A forma como a nossa culinária assenta no uso “mágico” das ervas aromáticas é o resultado da criatividade das nossas gentes, que encontraram nelas forma de curar maleitas, aromatizar a vida e dar sabor ao prato. Estas ervas contam também a nossa história, a riqueza e fertilidade da nossa terra e outras, além fronteiras que trouxemos nas naus dos quatro cantos do mundo.

Porque são tantas e tão variadas, este mês vamos apenas conseguir homenagear algumas… Mas para cada uma fica prometido, para além de uma receita do nosso Chef, dicas e sugestões que vão surpreender!

 

Para abrir o mês vamos já começar de uma forma doce… uma mousse de chocolate, aromatizada com hortelã-menta.
Hum… vamos a isso!? 😋🍫

Ingredientes

  • 6 ovos
  • 100g de açúcar
  • 200g de chocolate, pelo menos com 60% de cacau
  • 1 colher de manteiga
  • 50g de bolachas de chocolate Oreo (vão dar um textura diferente, vai ver!)
  • 20g de hortelã-menta (aquele toque exótico que contrasta com o sabor doce e intenso do chocolate).

Preparação

Comece por partir o chocolate em pedaços pequeninos e leve a derreter em banho-maria juntamente com a manteiga. Requer que tenha o lume bem “brando” e que continuamente mexa para que não agarre. Preste a tenção ao chocolate, não deverá ferver, pois perde as suas propriedades e a sua mousse não ficará com aquele toque aveludado que tanto queremos sentir em cada colherada.
2º Previamente lave e pique a hortelã em pequenos pedaços.
3º Bata as gemas com o açúcar, numa batedeira, até obter uma mistura aveludada.
4º No fim, incorpore o preparado de chocolate e a hortelã-menta.
5º Bata as claras em castelo e envolva delicadamente no preparado anterior.
Bem agora é só distribuir em taças e leve ao frigorífico umas horas, para ficar no ponto.

 

Para dar um toque original ao visual da sua mousse e garantir que cada colherada vai ser uma explosão de sabores e texturas, o Chef Carlos Bernardo deixa-lhe uma sugestão:

Sugestão do chef: triture as bolachas de chocolate até obter uma textura tipo areia. Assim que a mousse solidificar, cubra o cimo da mousse e termine com um apontamento de folhas de hortelã-menta.

 

Sabia que?

Hortelã-menta

Com as suas folhas com um odor intenso e característico contêm o óleo de menta (ou mentol), cujas propriedades terapêuticas são variadas, mas que todas envolvem um sensação de frescura e purificação. Vamos saber mais sobre esta erva-aromática tão usada em culinária, chás, produtos cosméticos, dentífricos e de higiene.

Nutrientes:

Cálcio, Cobre, Fibra, Ácido fólico, Ferro, Magnésio, Manganês, Niacina, Fósforo, Potássio, Riboflavina, Zinco, Vitaminas A e C.

Benefícios: 

  • Actua no descongestionamento nasal, antigripal
  • Actua em debilidades do estômago, cólicas e vómitos
  • Alivia irritações cutâneas e constipações e dores de cabeça
  • Em chá ajuda em casos de insónia, digestão e nervos
  • Auxilia no combate ao stress e depressão
  • Os talos triturados são eficazes contra picadas de insectos
  • Ajuda nas dores de dentes, aplicando um algodão sobre a carie, com uma gota de hortelã-pimenta.  Elimina aftas e infecções da boca em geral.
  • Evita pés frios, colocando umas folhas entre os pés e as meias.
  • Devolve o vigor a todos os órgãos, beneficiando os nervos, o coração, o aparelho digestivo (contra náuseas, fadiga, gases, úlceras), fígado e pâncreas
  • É boa para o aparelho respiratório (tosse, asma, bronquite) , favorece a expectoração, e actua nas doenças infecciosas como bactericida e anti-séptico
  • Ajuda na limpeza da pele.

Atenção: grávidas e crianças muito pequenas, devem evitar o consumo de poejo e outras hortelãs, devido à alta concentração de óleo essencial de pulegona, o qual é tóxico.

 

Créditos fotográficos: mykitchenstories

Partilhar Artigo
Escrito Por

"E se..." é assim que a Sofia vê o mundo! E se mergulharmos num livro, e se virmos o mundo por uma lente fotográfica, e se captarmos um olhar num desenho. Formada em Marketing, pós graduada em Gestão e Liderança, deixou-se levar pelos "e se..." e acrescentou a formação em Yoga e os workshops infindáveis ao prazer da comunicação.

Sem comentários

FAÇA O SEU COMENTÁRIO